O Mundo de Avesso

Se é daqueles que gosta das rotinas com tudo arrumadinho e feito nos prazos e na ordem a que se habituou ao longo dos anos, se é daqueles que se dá mal com mudanças imprevistas, se é daqueles que ainda não se deu conta do que está a acontecer, apresse o passo pois o mundo está a mudar rápida e perig...

Ler mais »

Olhos Mil

Semana agitadíssima: para seis milhões de benfiquistas (ou serão sete?) é a catarse tão esperada, para milhões de fiéis a visita tão ansiada do Papa, para milhões de cidadãos é o fado de saber que mais medidas anticrise vêm a caminho.  Enchi-me de coragem, caducado que estava o meu Bilhete de Ide...

Ler mais »

Gatos gordos (2)

Se é dos que pouco ou nada sabe sobre as Agências de Rating não desespere, pois há centenas de milhões de pessoas na mesma situação. Sabemos que há três agências – todas elas americanas –, sabemos que tecem comentários sobre o risco de um país ou de uma empresa suspender os pagamentos das suas dí...

Ler mais »

Piropos

Foi no primeiro dia de sol desta primavera chuvosa. Atravessei o Jardim Amália Rodrigues, que fica a norte do Parque Eduardo VII, quando reparei nelas. Eram três raparigas, entre os vinte e os vinte e cinco anos, caminhavam à minha frente e no mesmo sentido que eu. Riam-se alegremente, aquele riso d...

Ler mais »

Dia da Terra

Comemora-se hoje, à escala mundial, o Dia da Terra. O festejo tem passado quase despercebido e não é difícil perceber porquê. Talvez por isso me apeteça dizer à Terra, que tantas dádivas nos dá e nada nos pede, que existem milhões de pessoas que sofrem ao vê-la sofrer. Dizer-lhe que há quem tenha es...

Ler mais »

Paixão pelo corpo

No dia em que Libério foi surrado por um vizinho, mais baixo e menos encorpado, jurou a si mesmo que se ia inscrever num ginásio. A experiência correu melhor do que inicialmente imaginara, ao fim de umas semanas já praticava várias modalidades. Com o tempo e com o corpo a modificar-se, Libério começ...

Ler mais »

O Tibúrcio

Chama-se Tibúrcio, um nome invulgar, mas podia chamar-se Mascarenhas, Soares, Zeferino, ou simplesmente Bernardo, que ia dar ao mesmo. Não é fácil caracterizá-lo fisicamente: não é alto nem é baixo, não é gordo nem é magro, tem os olhos ligeiramente encovados e um ar entre o murcho e o sério. É daqu...

Ler mais »

Anda tudo louco (4)

Lembrei-me de falar nos bairros e nos lobbies no meu post anterior  – se bem que os primeiros apenas tivessem servido de introdução – , mas se pensarmos à escala mundial, deparamos com um quadro semelhante, isto é, esquizofrénicos governantes a correrem por armamento atómico e egoístas corporações a...

Ler mais »

Anda tudo louco (3)

O bairro onde eu vivia quando era miúdo estava entalado entre dois outros, maiores e mais conhecidos. Entre estes prevalecia o espírito bairrista, quezilento... Lembro-me como se fosse hoje, cada um desses bairros procurava forma de se superiorizar – no futebol, no ciclismo, no namoro com as garotas...

Ler mais »

Anda tudo louco (2)

São estrategas.São visionários.São gestores.São enfermeiros da Pátria.São incansáveis. São magos.São vencedores.São eles que fazem o país crescer e que fazem com que o país não cresça menos. São grandes e seriam maiores ainda se não tivessem nascido num país tão pequeno. São administradores de grand...

Ler mais »

Anda tudo louco (1)

Anda mesmo tudo louco. Na quinta-feira, no jogo entre o Sporting e o Atlético de Madrid, houve bordoada e pedradas de manhã à noite. No dia seguinte, vi dois automobilistas saírem do carro chamarem filho da puta um ao outro e chegarem a vias de facto, à boa maneira dos filmes americanos. Por onde pa...

Ler mais »

Sonhos loucos

Disse-lhe que Freud e Jung explicavam os símbolos e figuras que surgem nos nossos sonhos e o mais íntimo da nossa consciência, e ela passou a contar-me tudo o que sonhava no dia anterior.   Disse-me que sonhara com um homem que dizia que era o Leonardo Da Vinci e que este lhe garantia que ela era ...

Ler mais »