O fulanão

O fulanão, do tamanho de uma casa de dois andares, e com uma barba que lhe chegava ao peito, levantou-me pelos fundilhos das calças e gritou-me dizendo que eu escrevia pior do que o mais retardado dos orangotangos. Chamou-me aprendiz de escrivão, doido varrido, safado e libertino, filho de uma égua ...

Ler mais »