Sismos

Esta foi uma semana de sismos, sismos de alta magnitude!   Para começar tivemos o sismo Maitê Proença! Maitê confessou, já depois do tsunami, que é uma brincalhona, que vive brincando, que brinca com o Papa, brinca com o presidente Lula, que tem um avô português, Augusto Gallo, e outro que lhe dá ...

Ler mais »

Prémio Nobel da Literatura

A escritora alemã Herta Müller foi esta quinta-feira distinguida pela academia sueca com o Prémio Nobel da Literatura. Fiquei surpreendido com a nomeação, não porque conheça todo o grupo de escritores candidatos ao prémio (longe disso), mas porque é uma autora desconhecida do grande público portuguê...

Ler mais »

Escritores geniais

Italo Svevo (1861-1928) publicou dois romances mas depressa abandonou a literatura pelas suas obras não terem sido apreciadas pelos críticos literários. Mais tarde teve a sorte de se cruzar com James Joyce, então professor de inglês, que se mostrou curioso em conhecer as referidas obras. Estimulado ...

Ler mais »

Um Tempo Novo

Tem sido muito turbulento o ano de 2009. A crise económica, a mais grave das últimas décadas, trouxe uma crise social e ondas de crispação política absolutamente inesperadas. O espectáculo a que assistimos na terça-feira à noite, tendo como patrocinador e protagonista o senhor Presidente da Repúblic...

Ler mais »

E depois das eleições?

No próximo domingo vamos votar. Depois de uma larga panóplia de artifícios de marketing político, da escolha dos fatos e penteados, dos corrupios por ruas e avenidas ao longo do país, depois de inúmeros debates televisivos e até de espectáculos que serviram para esmiuçar os candidatos, depois de inf...

Ler mais »

O Cliente tem sempre razão?

Andei anos a ouvir e a dizer: o Cliente é rei, o Cliente tem sempre razão. Venderam-se milhões de livros sob este lema, em todos eles se anunciavam alguns dos princípios do customer service. Nas conferências de Marketing, a expressão «o Cliente é rei» foi e é usada vezes sem conta. Em muitas empresa...

Ler mais »

Dia 3 de Setembro

E o 3 de Setembro lá chegou. Confesso que a lembrança que era o dia D me fez levantar mais depressa. Contagem decrescente, tudo o que se deseja é que a hora chegue depressa e que as coisas corram pelo melhor.   O tempo, esse ingrato, começa a torturar-nos, as horas deixam de ter sessenta minutos, ...

Ler mais »

Parece mentira mas não é!

Nos meus rituais de sábado de manhã muda apenas o local para onde vou, o semanário e as revistas acompanham-me sempre. Foi por ele que soube que a derrocada na praia Maria Luísa tinha provocado cinco mortos, e que o alerta de derrocada fora dado há dois anos, de resto a zona vem assinalada no Google...

Ler mais »

Comprei

Este fim-de-semana fui às compras. Estive atento à televisão, olhei para os jornais, consultei a Internet, li todos os folhetos (e eram muitos) que me puseram na caixa de correio, para ter uma ideia antes de comprar. Às dez horas de sábado saí de casa. Bastou-me entrar no centro comercial para me...

Ler mais »

Um país de conselheiros

Somos um país de conselheiros. Em casa, na rua, na empresa, no café, em qualquer sítio onde haja portugueses há conselhos em trânsito. Damos conselhos aos filhos, aos colegas, aos amigos, às pessoas que conhecemos e até àquelas que mal conhecemos.    Faz parte da nossa portugalidade. É a nossa opi...

Ler mais »

Gostar de escrever

Há gente para todos os gostos. Há quem goste de conversar, quem goste de comer, quem goste de passear, quem goste de música ou simplesmente namorar.    Pertenço ao grupo dos que gostam de muitas coisas, entre elas o ler e o escrever. Tinha oito anos quando li o meu primeiro livro sem desenhos. Não...

Ler mais »