Loading...

A Metamorfose (Franz Kafka)

  • Começa assim: «Numa manhã, ao despertar de sonhos inquietantes, Gregório Samsa deu por si na cama transformado num gigantesco insecto. Estava deitado sobre o dorso, tão duro que parecia revestido de metal, e, ao levantar um pouco a cabeça, divisou o arredondado ventre castanho dividido em duros segmentos arqueados, sobre o qual a colcha dificilmente mantinha a posição e estava a ponto de escorregar.»

    Para ler, reler, pensar, repensar. 

    Tags: Filosofia A Metamorfose Desespero do mundo Sociedade contemporânea

Voltar