Loading...

Blog - Outubro 2009

  • Os Cavalos Também se Abatem

    tags:
    0 comentários

    Um conhecido enviou-me um link de um vídeo gravado numa televisão japonesa. Confesso que me ri nos primeiros instantes. Depois... depois fiquei a olhar incrédulo com o que estava a ver. Lembrei-me, vá lá saber-se porquê, de um filme que vi há muitos anos intitulado Os Cavalos Também se Abatem. A temática é simples: espectáculo a qualquer preço!, um grupo de gente necessitada continua a dançar depois de ter passado a noite a dançar, continua a beber depois de ter passado a noite a beber. É interdito parar, o reality show assim o exige!

     

    Vejam o vídeo. Dá para rir, mas também dá para pensar.

    http://tiny.cc/video476

  • Caim e José Saramago

    tags:
    0 comentários

    O lançamento de Caim de José Saramago está a provocar, como se esperava, uma enorme polémica. Pronunciando-se sobre a Bíblia, o Nobel da Literatura disse: "Eu limito-me a levantar as pedras e a mostrar esta realidade escondida atrás delas. Nada disto existiu, está claro, são mitos inventados pelos homens, tal como Deus é uma criação dos homens". Numa recente entrevista José Saramago foi mais longe: “a Bíblia é um manual de maus costumes, um catálogo de crueldade e do pior da natureza humana”, e noutra ainda acrescentou “Deus é vingativo e má pessoa”.

     

    Confesso que sou um admirador da escrita de José Saramago mas confesso também que depois de ler e assistir a toda esta polémica e à forma como foi alimentada, fiquei com a sensação que José Saramago se proclamou deus, fazendo de Caim uma das suas obras-primas. Não terá ido longe demais?

     

    Nova controvérsia se aproxima: sábado vamos assistir à apresentação do livro Fúria Divina, de José Rodrigues dos Santos. A apresentá-lo estará Abdullah Yusuf, um dos primeiros operacionais da Al-Qaeda, homem de confiança de Osama Bin Laden. Outra acesa polémica se adivinha... Mas não terá sido essa desde o início a intenção do autor?

     

  • Parece mentira mas não é! (II)

    tags:
    0 comentários

    O sol já ia alto quando me pus a ler o Expresso. Ler novidades que nos surpreendem é como o ar que se respira, é um exercício que nunca se esgota. Das coisas que li esta manhã, sublinhei:

     

    «Estado não cobrou €2,3 milhões, a fabricantes de armas»
    Ter sido cobrado é que seria de espantar!

     

    Miguel Veiga: “O PSD é o partido-zangão: voa, mas ninguém sabe porquê”
    Não será da abelha-mestra?

     

    Miguel Sousa Tavares, cronista que admiro, guarda um ódio de estimação aos críticos do tabaco e aos amigos dos animais. A crónica de MST desta semana começa assim: «A Portaria 1226/2009 acaba de frustrar o meu sonho de viver com um casuar, um manatim ou até um monstro-de-gila. A portaria, aliás, veda o meu direito constitucional a comprar numa loja uma baleia ou mesmo outros cetáceos.»
    Cá por mim o que MST quer mesmo é fazer concorrência ao Oceanário!

     

    «Vacinas vêm de camião “directas” a Belém e São Bento.»
    Acho bem, são os mais vulneráveis. Cuidado com os riscos adversos!

     

    «Mais de 100 licenciados deixam o país todos os meses.»
    Os políticos, esses, só emigram para o Parlamento Europeu! 

     

  • Sismos

    tags:
    0 comentários

    Esta foi uma semana de sismos, sismos de alta magnitude!

     

    Para começar tivemos o sismo Maitê Proença! Maitê confessou, já depois do tsunami,
    que é uma brincalhona, que vive brincando, que brinca com o Papa, brinca com o presidente Lula, que tem um avô português, Augusto Gallo, e outro que lhe dá o apelido, confessa que se sente muito portuguesa, que quer voltar muitas e muitas vezes a Portugal (sic). 

     

    Ao longo da semana tivemos também alguns sismos políticos: o director do Expresso revelou no programa Prós e Contras da RTP que o Expresso recebeu através de uma fonte política o e-mail que foi publicado no Diário de Notícias, em Setembro. Não mencionou, porém, o nome da organização política. Ou muito me engano ou vamos ter brevemente um novo choque sísmico...

     

    Um sismo de 6,4 na escala de Richter foi registado hoje na ilha indonésia de Java, onde se situa a capital Jacarta. É caso para dizer, até a natureza conspira!

  • Prémio Nobel da Literatura

    tags:
    0 comentários

    A escritora alemã Herta Müller foi esta quinta-feira distinguida pela academia sueca com o Prémio Nobel da Literatura. Fiquei surpreendido com a nomeação, não porque conheça todo o grupo de escritores candidatos ao prémio (longe disso), mas porque é uma autora desconhecida do grande público português.

     

    Volto ao tema do meu último post: as Editoras em Portugal investem cada vez mais em obras de índole comercial, deixando de lado livros de enorme qualidade. Os dois únicos títulos disponíveis de Herta Müller em Portugal são: O Homem é Um Grande Faisão Sobre a Terra, publicado em 1993 pela Cotovia, e Terra das Ameixas Verdes, publicado em 1999 pela Difel. Não existe mais nada da nova Nobel, e mesmo destas obras pouco ou nada se disse! Para quê mais comentários?

     

    Para trás ficaram os favoritos de sempre: Milan Kundera, em primeiro lugar, Philip Roth, Mario Vargas Llosa e Haruki Murakami, entre muitos outros, inclusive dois portugueses. Daqui a um ano conheceremos o próximo!

  • Escritores geniais

    tags:
    0 comentários

    Italo Svevo (1861-1928) publicou dois romances mas depressa abandonou a literatura pelas suas obras não terem sido apreciadas pelos críticos literários. Mais tarde teve a sorte de se cruzar com James Joyce, então professor de inglês, que se mostrou curioso em conhecer as referidas obras. Estimulado por Joyce, Svevo publicou A Consciência de Zeno tornando-se, já depois da sua precoce morte, num dos grandes escritores do século XIX. Um romance que vivamente recomendo.

     

    Roberto Bolaño (1953-2003), que tudo fez profissionalmente para poder sobreviver, é agora considerado o maior fenómeno literário da última década. 2666 é uma obra-prima apenas ao alcance dos grandes mestres da escrita.

     

    Joanne Rowling, autora dos livros de Harry Potter, viu as suas obras serem recusadas por uma série de Editoras. Como a história dela existem outras, várias das quais divulgadas pela comunicação social.

     

    Num tempo em que se publicam centenas de livros apenas porque os seus escribas são figuras públicas ou porque imperam interesses comerciais, é caso para perguntarmos: quantos autores de grande potencial ficaram e ficam pelo caminho por não verem as suas obras serem aceites e publicadas?

<12>

Voltar