Loading...

Blog

  • Dia 3 de Setembro

    tags:

    E o 3 de Setembro lá chegou. Confesso que a lembrança que era o dia D me fez levantar mais depressa. Contagem decrescente, tudo o que se deseja é que a hora chegue depressa e que as coisas corram pelo melhor.

     

    O tempo, esse ingrato, começa a torturar-nos, as horas deixam de ter sessenta minutos, os minutos deixam de ter sessenta segundos!

     

    A ida para o El Corte Inglês ficou marcada por um trânsito muito acima do expectável. Por fim lá cheguei, a sala estava já cheia de gente. Dez minutos depois iniciou-se a apresentação. Primeiro a anfitriã, depois o Editor, logo a seguir a apresentação da Lídia Jorge – a parte mais brilhante do lançamento do livro Caídos da Mesma Árvore – e, finalmente, a minha intervenção.

     

    Confesso que não gosto de ser o centro das atenções, de resto não simpatizo com o culto da personalidade. Há momentos na vida, porém, que outros sentimentos se instalam. Estavam ali as pessoas mais chegadas, estavam ali os amigos a votarem em mim, estava lá aquela que é uma das melhores romancistas portuguesas.

     

    Não sei qual vai ser a vida do livro Caídos da Mesma Árvore. Sei que valeu a pena escrevê-lo e algo me diz - a voz que só nós mesmos ouvimos - que os leitores vão gostar de o ler.


Comentar


Comentários

Nome: Antígona | Data: 2009-09-09 14:15:49

E se foi uma apresentação catita! :) Ó se foi! :):)



Voltar